Portuguese

Falamos Português!

Sejam bem vindos à Psiquê. Camila Falconer é psicóloga brasileira e atende em Kogarah, sul de Sydney, Australia. Camila trabalha com clientes em busca de sua própria verdade, pessoas que queiram investir em seu crescimento pessoal e progredir em seus relacionamentos e nas decisões que tomam na vida. Sua formação acadêmica inclui  psicologia psicanalítica, estudos em psicologia analítica de Carl Gustav Jung, ACT dentre outras especialidades. O trabalho psicanalítico requer dedicação, abertura à reflexão e vontade de progredir. É um tornar-se consciente, passo a passo, para que o indivíduo  encontre a si mesmo em sua totalidade.  Um bom exemplo de um processo de maturação ė o que encontramos no Mito de Psiquê. Para quem conhece o mito grego de Psiquê, sabe que ela teve que enfrentar muitos desafios, crescer como pessoa, ficar madura a ponto de poder se ver como realmente é. Tudo para poder ficar com seu amor, o deus grego Eros. A palavra grega Psiquê significa alma, borboleta e também transformação.

Psiquê era a mais linda humana na estória grega. Seus pais estavam preocupados em achar um candidato para ela se casar pois todos fugiam de sua beleza. Levaram-a ao oráculo que sugeriu que os pais a oferecessem aos deuses. Psiquê ficou no topo da montanha, vendada, esperando seu destino. Às vezes nós também nos encontramos vendados a espera do destino. Eros, deus do Amor, foi incumbido de matar essa criatura linda, porém ao vê-la ele se apaixonou. Decidiu que a desposaria com uma condição: Psiquê não poderia nunca abrir seus olhos para ver quem era seu amor. Todas suas necessidades seriam supridas, teria casa, comida e roupa lavada. A impossibilidade de ver sua realidade foi o preço que ela pagou por estar inconsciente de suas próprias escolhas e deixar que outros decidam seu destino.

silhouette photo of woman during dawn
Photo by Alexandro David on Pexels.com

 

Psiquê não resistiu. Quando seu amor estava dormindo depois de um encontro íntimo ela pegou a lanterna e uma adaga e foi espiar que era esse homem. Ela se surpreendeu quando viu que seu amante era o próprio deus do Amor. Uma gota de sua lanterna caiu nele e o acordou. Ele saiu enfurecido com a traição de Psiquê. Ela por sua vez ficou muito triste pois perdera o amor de sua vida.  Decidiu então recorrer a Afrodite, a deusa da beleza. Sabendo que seu filho Eros não havia cumprido sua ordem, a deusa da beleza decidiu se vingar propondo um acordo desafiador a Psiquê. Afrodite deu tarefas impossíveis a Psiquê para que ela, ao final,, pudesse se reunir com seu amado. Quanto trabalho a vida nos oferece quando estamos inconscientes de nossos verdadeiros motivos. ofereceu trabalhos dificílimos para que Psiquê pudesse retornar ao seu amor. Durante essas tarefas, psiquê precisou encontrar coragem, energia, vitalidade para tomar as decisões necessárias, para receber a ajuda necessária e, também, para seguir seu instinto sobre em quem confiar. Todas essas características são necessárias para o crescimento. Após cumprir suas tarefas contando com ajudas inesperadas Psiquê conseguiu se reunir com seu amor, o deus Eros. Um mito repleto de insights para a vida atual que levamos. Pronto para começar sua jornada?